11 ottobre 2007

A verdadeira Italia

Grande parte dos brasileiros que conheço e que nunca vieram a Italia, ou so vieram por alguns poucos dias a passeio, tem uma visao completamente fantasiosa do que é na realidade esse pais. Nao estou querendo afirmar que aqui seja melhor ou pior do que o Brasil ou outros paises, mas a tao famosa dolce vita so existe nos fimes.
Essa semana recebi a visita do meu amigo Marcelo com a namorada. Foram visitar algumas cidades e depois vieram para minha casa. Os dois reclamando da comida que é a mesma em todos os restaurantes que voce va. Pra quem esta acostumado com Sao Paulo, uma das maiores cidades gastronomicas do mundo, é estranho ver a falta de criatividade dos italianos na cozinha. Reclamaram também da enorme burocracia para resolver qualquer minimo problema e das respostas frias dos italianos quando se é perguntado alguma coisa. Por exemplo, todo trem tem um bar, mas nao todos tem um restaurante. Na viagem deles de Arezzo para Milano, querendo comer qualquer coisa, perguntaram ao responsavel da cabine em qual vagao ficava o restaurante. A resposta foi: "Nao tem restaurante". O normal nao seria responder: "Nao tem restaurante, mas tem o bar na cabine X"?. Pois é. Italiano responde aquilo que voce pergunta e basta. E também so entendem se voce falar com todas as letras. Nao é como o brasileiro que se esforça para entender qualquer lingua ou dialeto.
Fomos passear juntos pelo centro de Milano e depois procurar um restaurante para jantar. Se voce deixar passar o tempo, vai ser dificil encontrar algum aberto. Aqui tem horario pra tudo, inclusive para almoço e jantar. Encontramos um aberto finalmente e a namorada do meu amigo pediu um spaghetti alla carbonara sem pimenta. Chega o prato cheio de pimenta. Reclamamos e o garçom nos diz que era so decoraçao. Ok. Decoraçao que seja, ela é alergica. Trocam o prato e trazem um novo sem pimenta mas pelo visto, também sem ovo. Reclamamos de novo e o garçom, depois de falar com o cozinheiro, nos diz que é uma nova tecnica que escondem o ovo. Como assim? Se eu peço pasta com ovo e bacon, nao quero que escondam o ovo, nao é mesmo? Rimos muito lembrando que estavamos em um restaurante Napoletano. E como voces sabem, napoletanos adoram enganar as pessoas, pensando que eles sao os inteligentes e todos os outros cretinos. Ok. Melhor nao brigar, comer e ir embora. E assim foi.
No dia seguinte, os dois foram para Lecco. Estacionaram o carro numa grande loja de eletronicos para ver preços de um Lap Top. Quando voltam, perceberam que o vidro do carro estava quebrado e roubaram as tres malas que eles tinham. Por sorte, duas vazias e uma cheia de roupas sujas. Mas como assim? O casal sai de Sao Paulo, uma cidade violenta e vem ser roubado na Italia. Uai! Mas aqui nao é a tao sonhada Europa dos Brasileiros?
Caros, bem vindos ao mundo real. Essa Italia que voce quer so existe dentro da tua cabeça.

9 Comments:

Blogger Mile said...

A realidade aqui nas "Oropa" é oooooutra, só vivendo mesmo aqui pra saber

12:27 PM  
Blogger danimgomes said...

Oi Paula, eu não te conheço e acho que também nunca deixei um comentário aqui, mas já visito seu cantinho há muito tempo e sempre volto porque gosto muito do seu jeito de escrever, e muitas vezes (principalmente em Nápole com a sogra) te acho muito engraçada. Mas já algum tempo que vir aqui me incomoda um pouco, porque você na maior parte das vezes não escreve nada muito positivo da sua própria vida :( o que eu tenho com isso? nada é verdade, mas quis escrever isso para você coisas para pensar sem maiores explicações, desculpa a invasão. Um abraço Boa sorte sempre

4:06 PM  
Anonymous Marcia Aguiar said...

Minha ex-chefe é italiana e vive no Rio de Janeiro há 3 anos. Esteve em Roma como marido e filha (todos italianos) para buscar o visto de permanência no Consulado Brasileiro e depois com o carro cheio foram almoçar. Na volta, o vidro quebrado, e toda a bagagem roubada. Tudo: 3 malas, dois notebooks, câmera fotográfica, ipod, tudo. Ficaram com a roupa do corpo e os passaportes (tks God!), pois estavam com eles. Já aqui no Rio, cidade tão violenta, nunca foram assaltados em nenhuma modalidade. Temos que estar atentos sempre, seja aonde for.

11:18 PM  
Blogger Jorge Ramiro said...

Itália, Milão, minha cidade natal. Eu sou de uma aldeia nos arredores de Milão, eu me mudei para o Brasil quando eu era pequeno. Agora eu tenho um dos restaurantes em sp. Guess? Eu tenho um restaurante italiano. :)

7:29 PM  
Anonymous Anonimo said...

Passei ai pela bota e achei nquase tudo uma bo...ta!
povo explorador e chato!

9:24 PM  
Anonymous Anonimo said...

Ola Paula tudo bom? vi que vc trabalhava com eventos? vc poderia me indicar algumas agencias aqui em genova? eu trabalhava muito com eventos em sp, estou na italia a oito meses e preciso arrumar um emprego :) desde ja agradeço vc, beijos
yracema

minnidior@gmail.com
un bacione

11:31 AM  
Anonymous Cristiane said...

Por outro lado, quando chegam aqui se fascinam com restaurante a quilo, com a capacidade do caixa de loja sorrir (na Itália parecem que vão te engolir, principalmente na Itália do norte)...

Li no teu perfil a respeito do teclado, gente que tristeza quando eu estava aí e tive que redigir uma petição para enviar aqui pro Brasil. Cadê os acentos, minha gente?

2:23 PM  
Anonymous Deby said...

Adorei seu blog, as postagens sao interessantes… vou te seguir

viste meu blog: http://confissoes-casadas-com-gringo.blogspot.com/

11:14 PM  
Anonymous Anonimo said...

Assaltos ocorrem em todo lugar, só um idiota acha que na Europa seria diferente...

8:29 PM  

Posta un commento

Links to this post:

Crea un link

<< Home